II Gingana Afro-brasileira do 3º Ano do CEPI – 2013

gINCANA

O 3° Ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Professor Ivan – CEPI convida toda comunidade camocinense para participar da II Gincana Afro-brasileira.

O evento acontecerá nos próximos dias 22 e 23 de novembro de 2013 e propõe atividades diferenciadas para a troca de experiências e socialização entre alunos e alunos, alunos e professores. Objetiva também um ambiente de respeito e aprendizagem.

Local: Quadra Poliesportiva do CEPI

Endereço: Rua Riachuelo, próximo à praça do Cruzeiro.

Entrada: 1 kg de alimento não perecível.

Venha participar. Contamos com sua presença!

 

 

Músico Arimatéia Magalhães inaugura canal no YouTube

O músico e professor Arimatéia Magalhães é conhecido pelo seu talento e trabalho na cultura. Apaixonado pelo o violão, participou do movimento artistico City Campo, membro da Associação dos Artistas Granjenses, atualmente desenvolve um projeto de iniciação musical na Escola de Ensino Fundamental Dr. José Glauberto Alves Sá.

arimateia magalhaes

Recentemente Arimatéia Magalhães inaugurou um canal no YouTube, onde publica vídeos sobre grandes obras do nosso universo musical. Acesse aqui.

Veja AQUARELA DO BRASIL- VIOLÃO SOLO

Grupos culturais comemoram Dia do Folclore na praça

Grupos de culturais da Associação dos Artistas Granjenses, em parceria com o Instituto José Xavier, comemoraram o Dia do Folclore com apresentações no salão da biblioteca IJX no dia 22. No sábado, 24, os grupos Corda do Sertão, Teatro Inovação, Leruá e grupo de flauta doce da AACG se apresentaram na praça da Igreja Matriz, no centro da cidade.

O Dia do Folclore foi oficializado em 22 de agosto de 1965, pelo Congresso brasileiro numa homenagem à cultura popular brasileira. A palavra folclore tem origem no inglês antigo, sendo que “folk” significa povo e “lore” quer dizer conhecimento, cultura.

 

Mais

DECRETO Nº 56.747, DE 17 DE AGOSTO DE 1965.

Prêmio SESC de Literatura prorroga inscrições até 30 de agosto

conc_sescEscritores inéditos têm a oportunidade de publicar a primeira obra participando do Prêmio SESC de Literatura 2013/2014 – Categorias Conto e Romance. O prêmio é um caminho para entrar no mercado editorial.
O candidato deve ter mais de 18 anos ser brasileiro ou estrangeiro residente no Brasil. As inscrições foram prorrogadas até 30 de agosto e podem ser feitas através do site www.sesc.com.br/premiosesc, onde o candidato encontrará também o edital. O resultado será divulgado em março de 2014.
Mais informações:
Assessoria de Comunicação do SESC-CE – (fone: 85 3464 9323)

Começa hoje o festival Granchitão

programação I Granchitão

Divulgação

Hoje começa hoje, sexta-feira (26) o Granchitão, festival de quadrilhas juninas. Segundo informações, o sanfoneiro Waldonys,  bandas de Noda de Caju e Forrozão Cobra Criada farão a abertura do evento, que encerrará no dia 28 (domingo). Serão três dias de festa.

Programação:
Sexta:
Waldonys, Forrozão Cobra Criada e Noda de Caju;
Sábado:
Lagosta Bronzeada, Swing do Paredão e Banda Afoxé
Domingo:
Toca do Vale (foto) e Forró Misturado

POEMA: RIO COREAÚ

RIO COREAÚ

Naveguei nas tuas águas,
Fortes correntes invernais,
Vindas do cimo da montanha,
Na cadência do remanso fugaz.

Caudaloso seguia o sinuoso leito.
Na simbiose cativa dos carnaubais.
Vicejando o vale rumo ao oceano.
Ora um mero regato poluído jaz.

O ronco da cheia era o prenúncio.
Da vindoura trágica desilusão.
Canoa de além-mundo à deriva.
Ocupada por ignota tripulação.

Os curiás sedentos de tuas águas,
Há tempos cessaram o seu cantar.
O índio ainda atiça o cão matreiro,
Para o suíno em disparada alcançar.

Rio, tuas águas levaram muito sonho.
Rio que medrou a minha tenra ilusão.
Por que te fizeram esse mal medonho?
Ó rio que corta a Palma do meu coração!

Noutra época fluente de março a agosto,
Ora quase depósito de resíduo e dejeto.
A vida foi banida ou morta de desgosto.
E o rio sucumbiu sob o descaso abjeto.

A ponte apagou a barragem da história.
No “Rabo da Gata” só restou desilusão.
O “Poço do Carro” só ficou na memória.
Até as lavadeiras olvidaram o “Socavão”.

Das barreiras os meninos não pulam mais,
A alta mutambeira envelhecida ressequiu.
Assoreamento e moita morta dão os sinais.
Do lento arquejar do ecossistema que faliu.

O pau-do-rio não se avista em canto algum.
A cobra grande sozinha para o mundo partiu.
Os curumins ignoram o estouro do canapum.
Nem o imponente bambuzal da curva resistiu.

A mãe d’água desfaleceu e foi enterrada,
Naquele velho cemitério abandonado.
Seu espírito tornou-se alma penada.
Que ainda vela o seu filho desprezado.

Eliton Meneses
fonte: http://chicoeliton.blogspot.com.br/2012/05/rio-coreau-navegueinas-tuas-aguas.html, acessado em 20-07-2013

Agricultor granjense vira exemplo de preservação ao meio ambiente

Boas ideias são para serem valorizadas, copiadas, replicadas. No distrito do Parazinho o agricultor Pedro Alves do Nascimento teve uma boa ideia, que precisa ser divulgada. Pedro construiu barcos com garrafas pet e gera renda no açude do Parazinho.

A ideia chamou a atenção do canal de TV Verdes Mares. Veja reportagem abaixo:


“Agricultor usa mais de 6 mil garrafas para construir dois barcos

No município de Granja, na região norte do Ceará, a criatividade de um agricultor ajuda na preservação de um rio ameaçado pela poluição. Pedro Alves do Nascimento juntou milhares de garrafas pet e construiu dois barcos, um deles de passeio e o outro em forma de avião. “É uma satisfação muito grande, porque tudo o que a gente quer fazer com fé e coragem, a gente faz”, diz.

Para fazer o barco maior, ele precisou juntar quase cinco mil garrafas. Quando começou a recolher as garrafas, a intenção era a de preservação do açude Parazinho, localizado no município de Granja, muito importante para garantir a sobrevivência dos moradores da região. Para o menor, cerca de 1.400. “Toda garrafa que eu via boiando na água, eu juntava. Fiz isso mais pela limpeza da água mesmo”, reconhece.

Como o barco não tem motor, o agricultor usou mais uma vez a criatividade para fazer o barco se movimentar: improvisou uma corda com quase duzentos metros de comprimento e fincou nas duas margens do açude. Com a força dos braços e a ajuda do vento, ele consegue movimentar a embarcação e assim são feitos os passeios.

O passeio virou atração turística para adultos e crianças. “É uma invenção que dá muita alegria para o povo do lugar”, diz o agricultor José Domingos. “A gente se diverte muito. Dá até para fingir que a gente está dentro de um avião de verdade”, diz a estudante Mayara.”  [http://g1.globo.com/ceara/noticia/2013/07/agricultor-usa-mais-de-6-mil-garrafas-para-construir-dois-barcos.html, acessado em 20-072013]

 

Um bom dia para lembrar os velhos tamarindeiros

Placa chama atenção para preservação do patrimônio ambiental.

Placa chama atenção para preservação do patrimônio ambiental.

17 de julho é o Dia de Proteção às Florestas. A data foi lembrada por associações e artistas debaixo de um velho tamarindeiro no centro da cidade de Granja. O município tem um vasto território e se faz necessário chamar atenção para a preservação do meio ambiente. Para isso é preciso iniciativas para a (re)educação ambiental.

A Associação Granjense de Proteção ao Meio Ambiente – AMA chamou a atenção para a importância da preservação do patrimônio ambiental, colocando uma placa no tamarindo do centro da cidade com versos do poema Granja dos Séculos, de Padre Osvaldo Carneiro Chaves:

“E os tamarindos velhos, ah! se eles falassem!
Recordações
De infâncias dos tempos que volveram
Trepam-lhes pelos galhos
E enroscam-se nos troncos
Que as brisas livres dos séculos enegreceram.
O nosso avô menino…
O nosso bisavô…
Paula Pessoa, o Senador…”

Além dos versos, a placa trás informações e curiosidades sobre a árvore, que há muito tempo abriga estória, encontros e desencontros dos transeuntes.

O Instituto José Xavier e a Associação dos Artistas Granjenses organizaram uma tenda cultural com exposição de livros, apresentações musicais e declamação de poesia pelo cordelista João Ribeiro. Os belos versos de Ribeiro ainda ecoam na consciência dos que por ali passaram.

Poeta João Ribeiro e músico José Arimeteia na tenda da cultura no centro da cidade.

Poeta João Ribeiro e músico José Arimateia na tenda da cultura no centro da cidade, 17-07-2013. Foto: Lira Dutra

As pessoas ficaram surpresas, a maioria desconhece a data e sua importância. Teve quem elogiasse e teve quem temesse que fosse algo de cunho político-partidário contra a administração.

Porém, no final, não faltaram pedidos para uma nova tenda cultural e agradecimento em nome dos “tamarindos velhos”, testemunhos da “Granja dos Séculos”.

Lira Dutra
18-07-2013

Jovens granjenses comemoram Dia do Rock na praça

diarock2013Ontem, 13 de julho, foi o Dia do Rock. Bandas locais, através do projeto Roda de Música  da Associação dos Artistas Granjenses, comemoram o dia com apresentações na praça da Matriz, no centro da cidade.
O evento foi marcado pela presença dos jovens e familiares, que ficaram atentos a cada acordes. Era visível a admiração do público ao tomar conhecimento do potencial dos jovens granjenses e do trabalho que vem sendo feito pela Artgran – Associação dos Artistas Granjenses.

O evento iniciou com a dupla Vinícios e Gisele, em seguida o grupo de dança Unolokos mostrou seu trabalho, depois foi a vez das bandas Evidência Radical e Nova Divisão.

O projeto
O projeto Roda de Música é uma realização da a Associação dos Artistas Granjenses, Instituto José Xavier – IJX e Escola Primeiros Acordes, começou a partir de uma ideia da banda Nova Divisão, em 13 de julho de 2012, em comemoração ao Dia do Rock no salão do IJX.
Mais fotos aqui

 

O blog que une os granjenses

II Gingana Afro-brasileira do 3º Ano do CEPI – 2013

gINCANA

O 3° Ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Professor Ivan – CEPI convida toda comunidade camocinense para participar da II Gincana Afro-brasileira.

O evento acontecerá nos próximos dias 22 e 23 de novembro de 2013 e propõe atividades diferenciadas para a troca de experiências e socialização entre alunos e alunos, alunos e professores. Objetiva também um ambiente de respeito e aprendizagem.

Local: Quadra Poliesportiva do CEPI

Endereço: Rua Riachuelo, próximo à praça do Cruzeiro.

Entrada: 1 kg de alimento não perecível.

Venha participar. Contamos com sua presença!

 

 

Músico Arimatéia Magalhães inaugura canal no YouTube

O músico e professor Arimatéia Magalhães é conhecido pelo seu talento e trabalho na cultura. Apaixonado pelo o violão, participou do movimento artistico City Campo, membro da Associação dos Artistas Granjenses, atualmente desenvolve um projeto de iniciação musical na Escola de Ensino Fundamental Dr. José Glauberto Alves Sá.

arimateia magalhaes

Recentemente Arimatéia Magalhães inaugurou um canal no YouTube, onde publica vídeos sobre grandes obras do nosso universo musical. Acesse aqui.

Veja AQUARELA DO BRASIL- VIOLÃO SOLO

Grupos culturais comemoram Dia do Folclore na praça

Grupos de culturais da Associação dos Artistas Granjenses, em parceria com o Instituto José Xavier, comemoraram o Dia do Folclore com apresentações no salão da biblioteca IJX no dia 22. No sábado, 24, os grupos Corda do Sertão, Teatro Inovação, Leruá e grupo de flauta doce da AACG se apresentaram na praça da Igreja Matriz, no centro da cidade.

O Dia do Folclore foi oficializado em 22 de agosto de 1965, pelo Congresso brasileiro numa homenagem à cultura popular brasileira. A palavra folclore tem origem no inglês antigo, sendo que “folk” significa povo e “lore” quer dizer conhecimento, cultura.

 

Mais

DECRETO Nº 56.747, DE 17 DE AGOSTO DE 1965.

Prêmio SESC de Literatura prorroga inscrições até 30 de agosto

conc_sescEscritores inéditos têm a oportunidade de publicar a primeira obra participando do Prêmio SESC de Literatura 2013/2014 – Categorias Conto e Romance. O prêmio é um caminho para entrar no mercado editorial.
O candidato deve ter mais de 18 anos ser brasileiro ou estrangeiro residente no Brasil. As inscrições foram prorrogadas até 30 de agosto e podem ser feitas através do site www.sesc.com.br/premiosesc, onde o candidato encontrará também o edital. O resultado será divulgado em março de 2014.
Mais informações:
Assessoria de Comunicação do SESC-CE – (fone: 85 3464 9323)

Começa hoje o festival Granchitão

programação I Granchitão

Divulgação

Hoje começa hoje, sexta-feira (26) o Granchitão, festival de quadrilhas juninas. Segundo informações, o sanfoneiro Waldonys,  bandas de Noda de Caju e Forrozão Cobra Criada farão a abertura do evento, que encerrará no dia 28 (domingo). Serão três dias de festa.

Programação:
Sexta:
Waldonys, Forrozão Cobra Criada e Noda de Caju;
Sábado:
Lagosta Bronzeada, Swing do Paredão e Banda Afoxé
Domingo:
Toca do Vale (foto) e Forró Misturado

POEMA: RIO COREAÚ

RIO COREAÚ

Naveguei nas tuas águas,
Fortes correntes invernais,
Vindas do cimo da montanha,
Na cadência do remanso fugaz.

Caudaloso seguia o sinuoso leito.
Na simbiose cativa dos carnaubais.
Vicejando o vale rumo ao oceano.
Ora um mero regato poluído jaz.

O ronco da cheia era o prenúncio.
Da vindoura trágica desilusão.
Canoa de além-mundo à deriva.
Ocupada por ignota tripulação.

Os curiás sedentos de tuas águas,
Há tempos cessaram o seu cantar.
O índio ainda atiça o cão matreiro,
Para o suíno em disparada alcançar.

Rio, tuas águas levaram muito sonho.
Rio que medrou a minha tenra ilusão.
Por que te fizeram esse mal medonho?
Ó rio que corta a Palma do meu coração!

Noutra época fluente de março a agosto,
Ora quase depósito de resíduo e dejeto.
A vida foi banida ou morta de desgosto.
E o rio sucumbiu sob o descaso abjeto.

A ponte apagou a barragem da história.
No “Rabo da Gata” só restou desilusão.
O “Poço do Carro” só ficou na memória.
Até as lavadeiras olvidaram o “Socavão”.

Das barreiras os meninos não pulam mais,
A alta mutambeira envelhecida ressequiu.
Assoreamento e moita morta dão os sinais.
Do lento arquejar do ecossistema que faliu.

O pau-do-rio não se avista em canto algum.
A cobra grande sozinha para o mundo partiu.
Os curumins ignoram o estouro do canapum.
Nem o imponente bambuzal da curva resistiu.

A mãe d’água desfaleceu e foi enterrada,
Naquele velho cemitério abandonado.
Seu espírito tornou-se alma penada.
Que ainda vela o seu filho desprezado.

Eliton Meneses
fonte: http://chicoeliton.blogspot.com.br/2012/05/rio-coreau-navegueinas-tuas-aguas.html, acessado em 20-07-2013

Agricultor granjense vira exemplo de preservação ao meio ambiente

Boas ideias são para serem valorizadas, copiadas, replicadas. No distrito do Parazinho o agricultor Pedro Alves do Nascimento teve uma boa ideia, que precisa ser divulgada. Pedro construiu barcos com garrafas pet e gera renda no açude do Parazinho.

A ideia chamou a atenção do canal de TV Verdes Mares. Veja reportagem abaixo:


“Agricultor usa mais de 6 mil garrafas para construir dois barcos

No município de Granja, na região norte do Ceará, a criatividade de um agricultor ajuda na preservação de um rio ameaçado pela poluição. Pedro Alves do Nascimento juntou milhares de garrafas pet e construiu dois barcos, um deles de passeio e o outro em forma de avião. “É uma satisfação muito grande, porque tudo o que a gente quer fazer com fé e coragem, a gente faz”, diz.

Para fazer o barco maior, ele precisou juntar quase cinco mil garrafas. Quando começou a recolher as garrafas, a intenção era a de preservação do açude Parazinho, localizado no município de Granja, muito importante para garantir a sobrevivência dos moradores da região. Para o menor, cerca de 1.400. “Toda garrafa que eu via boiando na água, eu juntava. Fiz isso mais pela limpeza da água mesmo”, reconhece.

Como o barco não tem motor, o agricultor usou mais uma vez a criatividade para fazer o barco se movimentar: improvisou uma corda com quase duzentos metros de comprimento e fincou nas duas margens do açude. Com a força dos braços e a ajuda do vento, ele consegue movimentar a embarcação e assim são feitos os passeios.

O passeio virou atração turística para adultos e crianças. “É uma invenção que dá muita alegria para o povo do lugar”, diz o agricultor José Domingos. “A gente se diverte muito. Dá até para fingir que a gente está dentro de um avião de verdade”, diz a estudante Mayara.”  [http://g1.globo.com/ceara/noticia/2013/07/agricultor-usa-mais-de-6-mil-garrafas-para-construir-dois-barcos.html, acessado em 20-072013]

 

Um bom dia para lembrar os velhos tamarindeiros

Placa chama atenção para preservação do patrimônio ambiental.

Placa chama atenção para preservação do patrimônio ambiental.

17 de julho é o Dia de Proteção às Florestas. A data foi lembrada por associações e artistas debaixo de um velho tamarindeiro no centro da cidade de Granja. O município tem um vasto território e se faz necessário chamar atenção para a preservação do meio ambiente. Para isso é preciso iniciativas para a (re)educação ambiental.

A Associação Granjense de Proteção ao Meio Ambiente – AMA chamou a atenção para a importância da preservação do patrimônio ambiental, colocando uma placa no tamarindo do centro da cidade com versos do poema Granja dos Séculos, de Padre Osvaldo Carneiro Chaves:

“E os tamarindos velhos, ah! se eles falassem!
Recordações
De infâncias dos tempos que volveram
Trepam-lhes pelos galhos
E enroscam-se nos troncos
Que as brisas livres dos séculos enegreceram.
O nosso avô menino…
O nosso bisavô…
Paula Pessoa, o Senador…”

Além dos versos, a placa trás informações e curiosidades sobre a árvore, que há muito tempo abriga estória, encontros e desencontros dos transeuntes.

O Instituto José Xavier e a Associação dos Artistas Granjenses organizaram uma tenda cultural com exposição de livros, apresentações musicais e declamação de poesia pelo cordelista João Ribeiro. Os belos versos de Ribeiro ainda ecoam na consciência dos que por ali passaram.

Poeta João Ribeiro e músico José Arimeteia na tenda da cultura no centro da cidade.

Poeta João Ribeiro e músico José Arimateia na tenda da cultura no centro da cidade, 17-07-2013. Foto: Lira Dutra

As pessoas ficaram surpresas, a maioria desconhece a data e sua importância. Teve quem elogiasse e teve quem temesse que fosse algo de cunho político-partidário contra a administração.

Porém, no final, não faltaram pedidos para uma nova tenda cultural e agradecimento em nome dos “tamarindos velhos”, testemunhos da “Granja dos Séculos”.

Lira Dutra
18-07-2013

Jovens granjenses comemoram Dia do Rock na praça

diarock2013Ontem, 13 de julho, foi o Dia do Rock. Bandas locais, através do projeto Roda de Música  da Associação dos Artistas Granjenses, comemoram o dia com apresentações na praça da Matriz, no centro da cidade.
O evento foi marcado pela presença dos jovens e familiares, que ficaram atentos a cada acordes. Era visível a admiração do público ao tomar conhecimento do potencial dos jovens granjenses e do trabalho que vem sendo feito pela Artgran – Associação dos Artistas Granjenses.

O evento iniciou com a dupla Vinícios e Gisele, em seguida o grupo de dança Unolokos mostrou seu trabalho, depois foi a vez das bandas Evidência Radical e Nova Divisão.

O projeto
O projeto Roda de Música é uma realização da a Associação dos Artistas Granjenses, Instituto José Xavier – IJX e Escola Primeiros Acordes, começou a partir de uma ideia da banda Nova Divisão, em 13 de julho de 2012, em comemoração ao Dia do Rock no salão do IJX.
Mais fotos aqui